20 julho 2006

Cidade de Deus by Fernando Meirelles (2002)


"Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come!!!" Esta é a premissa deste filme rodado a "100 à hora" de Fernando Meirelles, que retrata de forma crua e real o dia-a-dia dos habitantes de uma das maiores favelas dos arredores do Rio de Janeiro. Meirelles usa técnicas de filmagem cheias de "close-ups" que nos transportam para perto da acção, tão perto que certas vezes até sentimos o mesmo medo e crueldade espelhados nos rostos dos personagens.

Fui ver este filme já muito tarde, quase na última semana de exibição. Já tinha ouvido falar bastante do filme e uma coisa que me despertou a atenção foi o facto de ter impressionado todos os que me falavam dele. Todos nós nos identificamos mais com o gosto de certas pessoas do que de outras, mas "Cidade de Deus" parecia reunir concenso... esperava-me, sem dúvida, um grande filme!!! À data ainda não tinha ao meu alcance todas as ferramentas que hoje em dia "uso" para escolher os filmes que merecerão ou não a minha atenção, mas hoje, neste preciso momento, enquanto partilho convosco a minha experiência na Cidade de Deus, reparei que está em 18º no TOP250 do "IMDB" (Internet Movie Database).

Busca-Pé (o nosso narrador) conta-nos a história de vários personagens que habitam a Cidade de Deus. Uns mais extrovertidos, outros menos. Uns mais reservados, outros menos. Uns mais sonhadores, outros menos. Uns mais assassinos, outros ainda piores. No entanto Busca-Pé tem um sonho, ser fotógrafo profissional. E é na perspectiva da câmara de Busca-Pé que seguimos à descoberta da vida de todos estes rapazes que não escolheram nascer e crescer ali! Mas não há só Busca-Pé, há também outros personagens que não esqueceremos durante muito tempo.

Trivia: * Todos os actores amadores foram recrutados de favelas reais, inclusivé Alexandre Rodrigues (Busca-Pé) que já tinha vivido na Cidade de Deus.

* O filme não foi filmado na verdadeira Cidade de Deus, mas sim numa outra favela bem perto, devido ao perigo constante que existe na favela.

* Fernando Meirelles disse, após as filmagens, que se soubesse o perigo que era filmar numa favela não teria feito o filme.

O meu parecer é: 8.9/10

1 comentário:

Pimpinela disse...

um dos meus filmes de "eleiçong" gosto especialmente da frase "dadinho o ca***** meu nome é zé piqueno, po***!!!"