27 junho 2006

Dogville by Lars von Trier (2003)


Uiiii... que fita!!! Obra-prima de Lars von Trier Dinamarquês nascido em Copenhaga... este é mais um filme que não me saiu da cabeça durante semanas e que também tem carimbo W&D (Written and Directed).

Não sabia ao que ia, conhecia o realizador e a actriz, pouco mais. Outra grande interpretação da melhor actriz do mundo (Nicole Kidman), que neste filme põe em prática todo o seu poder de interpretação, num papel que não imagino mais ninguém a fazer. Diz-se que este filme faz parte de uma trilogia de Lars von Trier, sendo que o segundo filme (Manderlay) nem sequer ainda estreou entre nós, ou se estreou passou tão despercebido como alguns programas que passam na "2"! No entanto também já faz parte da minha DIVX collection.

Nicole Kidman é Grace, mulher fugitiva de um grupo de Gangsters que de repente se encontra em Dogville... Grace fica à guarda dos habitantes da vila oferecendo em troca trabalho comunitário, no entanto os habitantes chegam à conclusão que "só" esse trabalho comunitário é pouco e querem mais da pobre Grace... talvez se venham a arrepender para sempre.

Dogville é daqueles filmes que mal começamos a ver sentimos logo que vamos assistir a algo diferente... que cabeça a deste von Trier. Grande interpretação de Nicole Kidman, como já aqui foi referido, mas também de Paul Bettany (podemos encontrá-lo em A Beautiful Mind, The Da Vinci Code ou Master and Commander), grande actor nascido em Londres e que está em franca ascenção.

Trivia: * O primeiro filme da terceira trilogia de von Trier, intitulada: EUA, uma terra de oportunidades, os outros dois são Manderlay (2005) e Wasington (2007).
* Nikole Kidman ficou triste por ter privado pouco com o resto da equipa, a não ser para ensaios, no entanto ela convidou toda a equipa para uma sessão de Champagne e Caviar e contratou cozinheiros Mexicanos para cozinharem para eles.
* Paul Bettany não queria participar no filme devido ao facto das filmagens serem na Suécia, no entanto o seu amigo Stellan Skarsgârd ( Dogville, Breaking the Waves, Dancer in the Dark) disse-lhe que trabalhar com von Trier era tão divertido que ele iria de certo perder uma oportunidade tremenda de trabalhar e passar um bom tempo. Após ter filmado metade do filme Bettany perguntou a Skarsgârd quando iria começar o divertimento, ao que Skarsgârd respondeu: "eu menti-te, só queria que tu visses como trabalhar com ele é fabuloso, se não fosse assim tu não terias aceite o convite e de certo perderias uma oportunidade de uma vida".

Pelo argumento muito bem elaborado e que retrata de certa forma a sociedade em que vivemos. pela grande interpretação de Kidman, pela forma como von Trier filma. pelas semanas que ficou no meu pensamento, mas certamente não pela fotografia... 8.8/10

3 comentários:

tostamista disse...

Eu também adorei o filme por todas as razões que o trini referiu (quem é esse sujeito?) mas, principalmente, pela inteligência fora de série que está por trás de um argumento absolutamente genial!

rosa disse...

ólha a mana!!!! (ops.... revelei os laços familiares deste blog, este ganda blog!) tb gostei mt deste filme, o cenario cativou-me, a interpretaçao dos actores q nos fazem crer q tudo é real, está mm ali. o tal fulanito paul bettany é mt bom atrás e excelente actor. lol

Pimpinela disse...

este filme está tão bem conseguido que, dp do primeiro choque do cenário, nem se lembra mais como ele é!!! boa continua tás lá!!