25 junho 2006

Pulp Fiction by Quentin Tarantino (1994)


Chegou a hora de mudar a tendência deste blog... abordando um filme que é rico pela história, pelos personagens, pelos diálogos, pela linha de montagem do filme, por tudo!!!

Quando se fala de Quentin Tarantino fala-se de Pulp Fiction, Quentin é simplesmente genial, um dos últimos génios do cinema de entretenimento (para mim todos os grandes filmes são entretenimento, até os mais negros e tristes). Os seus filmes são autênticas "corridas narrativas" em que tudo acontece a 100 à hora, Pulp Fiction não foge à regra.

Esta foi a sua segunda longa-metragem, sucedendo a "Reservoir Dogs", outra grande obra que tem lugar nas prateleiras da minha Videoteca. Em "Pulp Fiction" Tarantino conta-nos a história, aliás as histórias (4), de dois Assassinos (Samuel L. Jackson e John Travolta), de um pugilista corrupto (Bruce Willis), da Mulher de um Gangster (Uma Thurman) e de um casal de Assaltantes (Tim Roth e Amanda Plummer), Tarantino não se limita a contar-nos e mostrar-nos o que vai na sua cabeça quando escreve um Filme, Tarantino quando o faz fá-lo com estilo, com um estilo chamado "à lá Tarantino"!!!

Trivia: * Tarantino hesitou ao escolher qual a personagem que ira interpretar no filme, ou Lance ou Jimmie. Tarantino optou por ser Jimmie porque queria estar atrás da câmara na cena da overdose de Mia.

* A cena em que Vincent (Travolta) espeta a seringa em Mia (Uma Thurman) foi efectivamente filmada ao contrário, Vincent tira a seringa do peito de Mia, depois foi só por a fita a rodar para trás.

* Uma Thurman começou por recusar o papel de Mia Wallace, no entanto Tarantino estava tão desesperado em tê-la para aquele papel que acabou por convencê-la lendo-lhe o guião ao telefone.

* A palavra "fuck" é usada 271 vezes ao longo do filme.

* As cenas em que Mia apanha a overdose e a sua re-animação são transcritas palavra a palavra de um documentário dirigido por Martin Scorsese.

* Tarantino escreveu este filme em Amsterdão, num quarto de hotel e numa "Coffee Shop" chamada Betty Boop. Ficou por lá durante sete meses e deixou o seu video-clube com uma dívida tremenda.

Enjoy... 9/10

1 comentário:

tostamista disse...

10/10 Há lá nada melhor! Tarantino é o méistre! A cena da torradeira é a cena mais hilariante que eu alguma vez vi!